Reste Donte

Caminhando por uma das ruas do bairro, deparei-me com uma cena insólita: um lixeiro afoito carregava nas costas um saco de lixo, sem se dar conta que o saco de lixo estava rompido e como consequencia deixava para trás um rastro imenso de dejetos.

Quase sem querer, fixei-me no conteúdo que estava esparramado pelo homem atlético que corria atrás do caminhão de lixo. Haja fôlego!

O lixo falava por si só, um fato bem conhecido por todos nós: quanta riqueza desperdiçada! Logo me veio à mente uma frase dita por Lurdinha, uma amiga mineira que ajuda nas tarefas domésticas em casa, e sempre diz:. “quem come e guarda, põe a mesa duas vezes.”

Não estou querendo dar lição de moral, mas confesso que, não raras foram às vezes em que a mesma Lurdinha me corrigiu: “Olha a água Felipe!”, “Feche a torneira!”, “Você não sabe que no Nordeste muitas pessoas andam quilômetros por um balde d’água?”

Pois é, temos que pensar seriamente em como utilizamos os recursos do planeta, inclusive os que guardamos na nossa geladeira. Sinto que quando nos referimos ao reaproveitamento dos alimentos como “reste donte” na realidade estamos tentando mascarar uma certa vergonha de nossos restos, conferindo-lhes uma nota de sofisticação. Não é necessário, nossos restos – ou melhor dizendo -, nossas sobras são na verdade, nossa riqueza, nossa poupança. 

Por isso, resolvi criar uma receita baseada nesse conceito. Fuçando na geladeira, juntei um pouquinho de tudo que estava guardado. Devo confessar ter esquecido, pois possivelmente esses ingredientes iriam para o lixo. Não dei nome para a receita porque o que há na geladeira de cada um pode variar. Basta seguir o espírito!

Ingredientes:

100g de peito de peru defumado (podem ser outros frios), 100g de peito de frango cru, 100g de lombo de porco cru, 2 claras (estavam congeladas), 2 pães franceses secos, 1 copo de leite, sal, ervas a gosto (usei um resto de Lemon Ervas), 1 colher de sopa de manteiga, 1 cebola, 1 limo de caldo de galinha (feito com carcaças), farinha de rosca para empanar, ½ lata de creme de leite, ½ copo de iogurte natural

Preparo:

Triture todas as carnes num processador ou aos poucos num liquidificador (função pulsar), junte os pães desfeitos no leite, as claras e os temperos.

Forme pequenas bolinhas, passe na farinha e frite. Reserve

Refogue a cebola com a manteiga até ficar transparente, junte o caldo de galinha (peneirado). Corrija o sal.

Coloque as bolinhas para ferver neste caldo por 15 minutos, desligue o fogo e junte o creme de leite e o iogurte.

Sirva com arroz branco, uma pasta cozida ao dente ou batatas cozidas.

Bom apetite e lembre-se: quem come e guarda, põe a mesa duas vezes!