O melhor do Ceará

Vou falar de um estado que considero o mais bonito do Brasil: o Ceará, onde o ar é fresco e tem cheiro de mar e festa. Costumo fazer uma brincadeira quando me perguntam onde nasci: “Sou carioca de nascimento, paulista de vivência e cearense de coração”.

Fortaleza é destino obrigatório pra quem gosta de diversão, energia boa e belas praias. Lembro que quando era pequeno e descia do avião, me intrigava porque de repente minhas mãos ficavam oleosas, escorregadias. “É a maresia filho”, dizia minha mãe, que nasceu na cidade. E aprendi a gostar dessa sensação: sentir o mar no ar.

Passo quase todas as minhas férias em Fortaleza e o que mais me chama a atenção é o clima de alegria, como uma festa que sempre está por começar. Em cada esquina uma caixa de som estridente contagia as pessoas: é o forró que mexe com nativos e turistas. Aliás, todos são muito simpáticos – é fácil se sentir em casa quando se está em Fortaleza.

A primeira praia que me vem à cabeça é a Praia do Futuro. Esse é o point de praia na cidade: tem as melhores barracas. Indico a Coco Beach, e a Cuca Legal Ver o pôr-do-sol na Beira-Mar e tomar uma água de coco em algum dos quiosques é o programa da tarde, que entra pela noite com a famosa feirinha de artesanato.

Durante o dia, além das praias, o visitante pode conhecer a Ponte Metálica e seu lindo pôr-do-sol – de vez em quando golfinhos deixam o cenário ainda mais bonito. Ou o Mercado Central e suas lojinhas de produtos típicos com preços acessíveis.

Quando paro em Fortaleza, prefiro curtir a vida noturna da cidade – que atende a todos os gostos: quem curte boate tem o Mucuripe Club; nas férias o Biruta recebe, na praia, bandas de reggae todas as terças; o Órbita varia entre o bom e velho rock´n roll e o reggae, de quinta a domingo; no Centro Cultural Dragão do Mar, bares que tocam MPB e Pop Rock; e as incontáveis casas de forró, como o Clube do Vaqueiro, o Arre Égua e o famoso Pirata. Os solteiros se dão bem em Fortaleza, às mulheres lá são lindas e mais numerosas que os homens.

A culinária local é rica e tem ótimos restaurantes. O Cantinho do Faustino, três estrelas no Guia Quatro Rodas há mais de quatro anos, tem receitas de lagosta deslumbrantes e simplicidade aconchegante. A sobremesa também não fica atrás: lá é possível experimentar sorvete de rapadura e azeitona. O Colher-de-Pau é outra boa pedida para as refeições com um cardápio variado de comidas típicas feitas no maior capricho.

As praias mais bonitas são fora da cidade. O roteiro é dividido em Rota Turística do Sol Nascente e do Sol Poente. No leste podemos encontrar Porto das Dunas, onde fica o parque aquático Beach Park (R$ 100, 00 para entrar!) seguido da Prainha – uma das minhas preferidas, com um mar verde e areia fina. Depois temos Morro Branco e suas falésias e a Praia das Fontes com suas bicas naturais. A 100 km de Fortaleza, 20km após a entrada para Beberibe, existe um vilarejo lindo chamado Cumbe: uma rua de terra com casas ao redor e à beira da Lagoa do Uruaú – um passeio imperdível para quem gosta de sossego e natureza. A atração do lugar são os próprios moradores, muito simpáticos e acolhedores – além das dunas e dos “meladinhos”, os beberrões alegres da cidade. Após as fontes, temos Canoa Quebrada, um dos destinos mais famosos da região – a beleza do lugar é difícil de descrever, há uma brisa mágica e quem vai jamais esquece. A lua e a estrela, cravadas numa das falésias da praia, são a marca registrada do lugar.

Do lado oeste podemos falar de Cumbuco, um lugar já muito famoso junto aos turistas – o “skibunda” (pedaços de madeira usados para deslizar numa duna e cair numa lagoa) faz a alegria da criançada, que também pode se divertir bastante na Lagoa do Banana, cheia de restaurantes à beira de um oásis gigante no meio das dunas. Depois vem Flecheiras com seu coqueiral exuberante à beira-mar e Mundaú, uma pequena vila de pescadores que, quando a maré seca, permite ver os recifes que submergem do mar verde esmeralda. Mais afastada, a cerca de 300 km da capital, chegamos a mais famosa praia turística: Jericoacoara e sua pedra furada. A vila não se estende além de uma dezena de ruas lotadas de restaurantes que representam várias cozinhas do mundo – muitos estrangeiros moram no local e são proprietários de pousadas e restaurantes.

O Ceará é sem dúvida um destino obrigatório pra quem deseja conhecer os lugares mais belos do Brasil. Todas as minhas memórias não caberiam aqui, mas espero que essas dicas animem os marujos em suas próximas férias. Quem souber procurar além dos roteiros turísticos, achará uma natureza exuberante e conhecerá um povo caloroso e festeiro. Mas cuidado: a energia é tão contagiante que fical difícil voltar!