Estado de Massachussets

Há quem torça o nariz para os Estados Unidos da América do Norte, principalmente nos últimos tempos, depois de tantas guerras e erros escrachados. Mas este não deixa de ser um país com muita história e novidades para mostrar e encantar. Destaco o estado de Massachussets, também conhecido como Bay State em virtude de suas inúmeras baías. Sua capital Boston é o ponto de entrada para a região da Nova Inglaterra, no nordeste dos Estados Unidos da América.

Massachussets se orgulha de sua história e faz todos os esforços para manter a tradição. Os valores e a filosofia dos perseverantes Ancestrais Peregrinos, os primeiros colonos puritanos, ambiciosos e de grande tenacidade, foram sendo preservados através das gerações. Já nos primeiros anos aqui eram sedimentadas as bases do ensino superior e onde a elite se formou – Harvard foi fundada apenas 16 anos após a chegada dos Peregrinos. É o sexto estado americano e tem uma área de cerca de 22.100 Km2, contando atualmente com uma população de 6 milhões de habitantes.

A capital Boston é considerada o berço da liberdade, visto que os eventos que lá ocorreram foram decisivos para a obtenção da independência da Inglaterra. É uma metrópole moderna, com belos edifícios cuidadosamente restaurados e preservados e onde é possível conhecer a história americana com toda elegante influência européia. Uma combinação ideal do antigo com o moderno. Ali está a a maior faculdade independente da música do mundo, Berklee College of Music . Fundada em 1945, é por onde já passaram ilustres nomes da música contemporânea, como Donald Fagen John Scofield, Joey Kramer, Diana Krall, entre outros – o que faz de Boston uma capital com inúmeros espaços de música ao vivo da melhor qualidade.

Mas aqui vou falar de uma cidadezinha do interior de Massachussets, a 25 Km de Boston: Burlington tem um verão que se aproxima muito do de São Paulo e um outono que bate com o nosso inverno (porém com flores que, antes de cair, mudam de cor!). E a cidade tem um shopping, o Burlington Mall, que possui um dos mais incríveis restaurantes a que já fui: “Rain Forest Restaurant”.

Imagine uma porta. Só que ao invés de ter um pilar de cada lado, tem um aquário. Um aquário com os peixes mais coloridos que eu já vi em toda minha vida. É um restaurante normal só que parece que você está em uma floresta: há girafas gigantes, elefantes gigantes, macacos, tudo artificial, mas com uma perfeição de traços e movimentos que assustam! O barulho do restaurante é o barulho ambiente de uma floresta, então você ouve os passarinhos cantando, de repente o elefante muge e se mexe. Os macacos passeiam pelas árvores, e leões também se fazem presentes. É um verdadeiro parque temático.

Também chove dentro do restaurante. Não aquela chuva que te molha, mas uma garoa bem fininha. De repente, em meio ao céu estrelado, você escuta os relâmpagos e percebe os flashs dos raios, como se fosse presenciar um verdadeiro temporal. Na saída tem um lago e dentro dele há alguns jacarés mecânicos. Perfeitos como qualquer réptil vivo eles nadam, abrem e fecham a boca e balançam o rabo. Uma coisa que dá um toque muito chique ao lugar é que bem ao centro tem uma estátua, um homem de bronze segurando o globo terrestre e, atrás dela, um chafariz. Simplesmente imperdível.

A comida é maravilhosa, você escolhe desde massas, carnes, vinho e é muito barato. Você não gasta mais de 20 dólares. Deixo a dica para sua próxima viagem!