ATITUDE
- Edição 78 - Nov/2008
Denise Delfim

Segurança Financeira

Estamos vivendo no meio de um furação financeiro internacional nas últimas semanas. Isto causa uma grande inquietação nas pessoas. O que será de suas poupanças? De seus sonhos? De seus planos para o futuro? Como isto afeta suas rotinas diárias? Etc...

O que mais nos deixa inquietos é o fato de estarmos dividindo a conta de problemas de outros países, bancos, instituições estrangeiras, entre outras, sendo que não temos nada a ver com isso! Com a globalização financeira e cultural, mesmo que não queiramos aceitar, o mundo tornou-se pequeno e a velocidade com que a informação flui é muito rápida hoje, praticamente instantânea, interferindo e influenciando a vida de todos.

Uma boa e antiga maneira de uma comunidade se proteger e se preservar das influências negativas externas é criando uma economia alternativa ao sistema oficial, baseada na solidariedade, no contato pessoal, na proximidade entre as partes e na troca de produtos e saberes.

Na medida em que esta comunidade cria mecanismos internos e locais para circulação de mercadorias, manutenção da riqueza e de empregos, sente muito menos os efeitos dos furacões financeiros que passam continuamente, pois está relativamente mais protegida e segura.

Lembram do tempo em que se trocava 1kg de feijão por 1 galinha? 1 litro de leite por ovos ou arroz? 1 corte de cabelo por 1 pintura no portão ou corte de grama?

Pois é, práticas simples e antigas e que permitiram que muitas comunidades sobrevivessem e prosperassem até os dias de hoje, com trocas de mercadorias e produtos agrícolas ou manufaturados por outros produtos e/ou serviços que precisasse, sem o uso efetivo de dinheiro.

Se quiser experimentar um pouco desta dinâmica e resgatar esta história, venha participar da Feira de Trocas do Ecobairro. Envie para o e-mail ecobairrovilamariana@terra.com.br dizendo, "quero participar da próxima Feira de Trocas" ou ligue para nossa sede no fone (11) 2578 7254 – Casa Urusvati e se informe da próxima.

É muito mais do que trocar: é conviver de forma sustentável e pacífica, respeitando todos os seres.

Victor Leon Ades
Nucleador de Economia Sustentável do Programa Permanente Ecobairro

 


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019