ATITUDE
- Edição 77 - Out/2008
Jean Massumi

Interferências

 

Interferências

Zica, olho-gordo, mau-olhado, urucubaca... são palavras que já ouvimos e que muitas vezes tememos. Cada um tem uma forma de se comportar quando tocamos neste tema. E muitos têm receitinhas caseiras para tanto. Fica então uma pergunta: esse temor tem fundamento?................................................
Tirando a religião e muito do folclore, queria deixar o ponto de vista de um massoterapeuta, profissão esta que freqüentemente permite me aproximar do universo interno de cada pessoa. Partindo do princípio que cada um possui energias distintas, facilmente podemos verificar quando a energia de alguém não "bate" com a nossa. E mais: percebemos também quando a energia nos sufoca, nos enfraquece, nos "suga". É o que eu chamo de interferência energética.

Quando essas energias negativas vêm de pessoas que não temos contato freqüente, a solução é fácil: basta evitar o fulano. Mas e quando vêm de pessoas próximas ou se a sua profissão/ocasião te impossibilita o afastamento? Tenho uma resposta boa e outra ruim. A boa é que só depende de você. A ruim é que infelizmente só depende de você... Reforma intima, faxina emocional, evolução moral são atos intransferíveis, mas ao mesmo tempo tão difíceis, né? Estamos sujeitos a isso - o tempo todo -, mas cabe a nós decidirmos o que fazer e qual importância dar para essas influências.
Até a próxima!

Jean Massumi é massoterapeuta

Rua Joaquim Távora, 1398. Tel. 5908.0121 jmhara@uol.com.br


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019