ATITUDE
- Edição 77 - Out/2008
Denise Delfim

Para ser sustentável, não troque de bairros, faça trocas!

Quando falamos de sustentabilidade, falamos invariavelmente de mudanças e nada melhor do que trocar para transformar. Enquanto o mundo viveu toda a semana uma enorme crise financeira, de bancarrotas, dinheiro sem lastro, bancos falidos, em pleno sábado aconteceu no Ecobairro uma feira solidária de trocas. Um momento mágico em que uma série de pessoas da Vila Mariana levou tudo aquilo que já não tinha aquele brilho especial, para trocar por outra coisa, que certamente seria mais útil para a sua vida.

Trocar, essa é a chave. Trocar aquela peça que já não te serve, por outra que pode ser útil. Trocar também de atitude, afinal para isto você precisa deixar de guardar objetos desnecessários, abarrotando sua casa, seus armários, por algo que para você seja mais útil, quem sabe uma massagem.

E essa troca é uma chave para transformar essa nossa forma de consumo insustentável por uma mais permanente. Quem sabe trocar as compensações feitas com dinheiro, de compras desnecessárias por um pouco mais de amizade, de vida cooperativa de amor pelas pessoas.

Talvez a troca possa ser compreender que consumir não vai acabar com o vazio que você sente, ou que esta não é uma solução para os problemas.

Trocar quem sabe aquele seu hábito de deixar a torneira aberta por outro de recolher a água do banho, isso pode ainda lhe render bons tostões.

Esse é o espírito do Ecobairro, Programa Permanente com apoio nas Nações Unidas que nasceu na Vila Mariana e hoje pulsa no seu coração, na Casa Urusvati, onde tem por objetivo ser um núcleo de paz, e acaba sendo muito mais do que isto, exercendo um papel amoroso e de conexão entre as pessoas do bairro.

Quem se imagina fazendo uma composteira caseira, em um grupo de 15 pessoas, em plena São Paulo. É isto mesmo, compostagem, sem cheiro em plena São Paulo. Uma bela troca, ao invés de jogar o lixo orgânico no aterro sanitário, onde vai virar adubo.

E em um mundo tão cheio de violência, que tal trocar a intolerância religiosa pela união de todas as religiões? Isso existe aqui, no coração da nossa Vila. Uma fé que não precisa de crença, imbuída de amor e bem-aventurança, e só deseja para todos o Bem.

Isso é sustentabilidade, unir as pessoas, que são um ponto tão importante neste movimento insustentável, onde pesquisas demonstram que se todos tivessem um padrão de consumo como grande parte de nós, moradores de São Paulo, seriam necessário 4 ou 5 mundos para podermos viver.

Só a união de todos, e as troca de padrões podem realmente fazer nossa humanidade voltar a preservar essa terra em que vivemos. E não é trocando de lugar, indo viver em uma ecovila, mas sim, trocando de atitude aqui mesmo, onde nós vivemos. Vamos todos trocar nossas atitudes: vamos conhecer melhor nosso vizinho, vamos trocar o excesso de água que usamos por excesso de conversas, de amizade. Vamos trocar a intolerância pela compreensão, nossas compras distantes pelas compras no nosso bairro. Vamos conhecer os nossos comerciantes, nossas farmácias, nossos parques, nossos idosos, nossas crianças. Isso sim pode fazer nossa vida mais sustentável.

E qual é a chave para a troca? E como se faz isto? Não existe fórmula pronta, nenhuma mágica, tudo é feito passo a passo, sempre e por nós. BEM-VINDOS!!!

Estagiários do Ecobairro do Curso do Gaia* 2008

*Braço da Organização das Nações Unidas para Educação em Desenvolvimento Sustentável.

ECOBAIRRO – Casa Urusvati – Rua Dr. Luis de Azevedo Filho, 38.

Fone: 2578-7254 - ecobairrovilamariana@terra.com.br


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019