ATITUDE
- Edição 65 - Set/2007
Denise Delfim

Dia Mundial Sem Carro

Antes de falar do dia internacional sem carro quero lembrar que o dia 21 de setembro é o dia Internacional da Cultura de Paz pelas Nações Unidas, vou aproveitar para citar alguns princípios que tem haver com dia seguinte: "Preservar o Planeta" e "Respeitar a Vida".

A primeira experiência sobre "Um dia sem carro" foi realizada em 22 de setembro de 1997, com a adesão de 35 cidades francesas e se estendeu para toda a União Européia. A cada ano, nesse mesmo dia, quando se comemora também o dia mundial do pedestre, as adesões aumentam.

No Brasil, o movimento começou em 2001 e, em 2004, contou com a participação de 63 municípios, entre os quais Campinas, Guarulhos, Londrina, Natal, Santos, Vitória, Belém, Campo Grande, Belo Horizonte, Aracaju, Joinville, Porto Alegre, São Luiz, Niterói, Salvador e Teresina. E em São Paulo desde 2005, sob a coordenação da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

Neste ano, ganha o apoio das 250 entidades que integram o Movimento Nossa São Paulo: Outra Cidade para transformar o dia 22 de setembro, um sábado, em um marco na busca por uma cidade mais justa, mais humana, mais saudável, mais democrática. E sustentável. O objetivo é ampliar o debate e a participação da população sobre novas perspectivas para São Paulo, lembrando que somos todos pedestres e cidadãos com direito à mobilidade. O Movimento Nossa São Paulo: Outra Cidade está fazendo uma divulgação intensa sobre essa iniciativa, acesse o site www.nossasaopaulo.org.br

A idéia principal é levar a população a refletir sobre os problemas causados por um modelo de mobilidade baseado no automóvel; nas possibilidades do uso racional e solidário dos carros; e também em alternativas de locomoção como o uso do transporte coletivo, da bicicleta ou simplesmente andar a pé.

Poluição, congestionamentos, estresse e violência no trânsito, estão, em muitos aspectos, vinculados à dependência de nossa sociedade ao automóvel.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), tudo isso se reflete em problemas como a destruição da atmosfera terrestre, saturada por grande quantidade de poluentes, causando vários problemas de saúde e também alterando as condições de vida no planeta.

Lembre-se: para fazer sentido, o Dia Sem Carro precisa ser um dia COM qualidade de vida, PELA integração social. Por isso, saia de casa, passeie, circule pelo bairro, encontre as flores da Primavera, a estação em que tudo floresce e que traz beleza: uma atitude de cultura de paz. O Ecobairro apóia essa iniciativa e você?

Compartilhe sua experiência através do e-mail ecobairrovilamariana@terra.com.br


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019