ATITUDE
- Edição 55 - Out/2006
Jean Massumi

Para pais e Filhos

Neste mês das crianças nada melhor do que uma coluna dedicada a elas. Trabalho há 14 anos nesta área e ainda não encontrei energia mais terapêutica do que o Amor de Mãe. O contato começa desde o 1º momento da nova vida: segurança, carinho, cuidados, enfim, sensações que permanecem durante toda a vida fazem das mães as melhores enfermeiras do mundo. E também massoterapeutas...

Desde eras primitivas a massagem está presente nas boas-vindas ao recém-nascido. Outros animais também o fazem, mas nenhum tem a benção chamada "Mão Amorosa". A mão amorosa da mãe toca o pequenino no lugar certo, na hora certa e com o movimento certo. Cólicas, tosses, batidas, agitação e até aquela manha sem motivo não são páreo para as mães massagistas. E todas as mães são muito competentes nesse papel. Instintivamente.

Quando descobre isso, a criança deve usufruir da melhor maneira possível. Muitas "dores" são fruto de uma falta de contato. Da falta de um toque.

Semana passada fiquei sabendo de um caso que ilustra bem esta matéria: Numa cidade do interior de Minas existe uma alma muito generosa que me ensinou uma grande lição de vida.Adotou uma criança com certas particularidades: cega,surda e com síndrome de Down. A criança era extremamente agitada. Machucava-se muito em virtude dessas particularidades. Mesmo à noite, quando fazia suas necessidades fisiológicas. Essa mãe, alma iluminada, achou uma solução: todas as noites massageava carinhosamente e dormia abraçada ao filho. Por mais de 10 anos isso se repetiu diariamente e trouxe melhoras consideráveis ao quadro do pequenino.Ele mereceu esse amor, assim como todas as crianças, merecem. Bom mês para todos!!!


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019