ATITUDE
- Edição 64 - Ago/2007
Jean Massumi

Plantas, Óleos e Terapia

Este mês volto a falar de aromaterapia. Fico impressionado a cada dia com seus resultados. Para os interessados em um aprendizado mais profundo, indico o livro de Marcel Lavabre: Aromaterapia - A Cura pelos Óleos Essenciais.

Ao contrário do que muita gente imagina, a aromaterapia não é um método antiquado de tratamento, nem de curandeirismo. Trata-se de mais uma ferramenta de grande valor para os que buscam terapias naturais e, por isto, deve ser levada a sério. Analisando os óleos essenciais, verificamos a presença de compostos químicos como: terpenos, derivados de fenilpropano, ésteres, álcoois (enfim, nomes que a ciência adora) e, portanto, o uso não deve ser indiscriminado.

Mas a aromaterapia é muito mais do que nomes de compostos difíceis. Existem componentes sutis que abrem portas emocionais como: o conforto gerado pelo perfume de alguém muito querido, aromas que evocam lembranças de infância e até portas espirituais - abertas através do cheiro de incenso -, flores e madeira (nas mais diversas religiões). Os aromas estão por toda a parte e sempre gerando sensações que vão além do nariz e que dizem respeito ao bem-estar ou mal-estar (sim, muitos cheiros despertam emoções negativas também!) e cada ser humano tem a sua própria interpretação. Mês que vem continuarei neste tema, fazendo uma coluna apenas de dicas e receitas básicas, ok? Muito obrigado!!!


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019