ATITUDE
- Edição 56 - Nov/2006
Denise Delfim

Charlie Chaplin

Charlie Chaplin foi um dos maiores cineastas de todos os tempos. Ainda nos primórdios do cinema, criou um personagem inesquecível e que se tornaria um verdadeiro mito: Carlitos, o sedutor vagabundo que, com seus trejeitos de cavalheiro, ainda faz rir as platéias do mundo todo.
Nessa obra, o brilhante crítico francês André Bazin interpreta o diálogo que Chaplin e seus filmes mantinham com a sociedade: a mecanização (Tempos modernos), a permissividade burguesa (Monsieur Verdoux) e a grotesca ascensão do nazismo (O grande ditador). Ao colocar um protagonista desajeitado diante das mais inusitadas situações, Chaplin dialogava ferozmente com sua época, numa denúncia sem moralismos da ordem burguesa. A obra inclui a filmografia do cineasta, introdução de François Truffaut e ainda um artigo de Jean Renoir e posfácio de Eric Rohmer.
Charlie Chaplin, de André Bazin. Jorge Zahar Editor (120 páginas) Quanto: R$ 28,00


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019