UMAS E OUTRAS
23/05/2019 - Edição 193 - Mai/2019
Denise Delfim

Vida sustentável
Mais da metade de todo o lixo que produzimos em casa é orgânico, segundo o IPEA. Ou seja, mais da metade dos resíduos que produzimos é formado por cascas de frutas, verduras e outros rejeitos alimentares como a borra de café, sachês de chá, casca de banana, entre outros, todos compostáveis.
 
“Muitas pessoas estão dispostas a realizar a separação do seu resíduo  orgânico, mas não têm condições de ter a sua própria composteira, seja por falta de espaço ou condições físicas”, explica Magda Beretta, conselheira do Cades VM e diretora de Meio Ambiente da Associação dos Moradores da Vila Mariana. 
 
A solução é a compostagem "coletiva", em minicentrais comunitárias, prática e bastante difundida em diversos países.“O princípio é compostar os resíduos orgânicos úmidos cobertos por restos vegetais mais secos em leiras e que, após alguns meses, estarão prontas para serem usadas como adubo”, explica.
 
O adubo será distribuído aos moradores, que poderão levar os resíduos orgânicos à composteira instalada atrás do estacionamento do Museu do Inseto durante o III Plantio Global (17/03/19), com a participação de técnicos e da comunidade local. “Alimentamos  nossa composteira aos domingos, às 11h da manhã”, informa Magda, que convida a vizinhança a participar. “Realizamos o processo conjuntamente para termos a oportunidade de conhecer os nossos vizinhos e trocarmos dicas e aprendermos mais sobre o processo”. 
 
A iniciativa, até o momento, compostou 100kg de resíduos orgânicos que deixaram de ir para o aterro sanitário. “Convidamos todos os moradores a participar, pois  a gestão comunitária de resíduos é um instrumento poderoso de proteção ambiental e melhoria de qualidade de vida!”, conclui Magda (de camiseta laranja na foto). Planeta Inseto: Av. Dante Pazzanese, 64.
https://planetainseto.com.br

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019