DICAS E DELÍCIAS
23/05/2019 - Edição 191 - Mar/2019
Maria Helena Serrano

Cozinha de afeto
Eu era muito pequena quando resolvi cozinhar e me lembro das minhas primeiras incursões na cozinha. Era louca por brevidades e um dia ao fazê-las, foram bem breves mesmo... Errei a quantidade de fermento e as brevidades saíram das forminhas e se esparramaram no fundo do tabuleiro de alumínio. Foi uma grande decepção. Até hoje me lembro deste momento de frustração, pois riram de mim... 
 
Fazer doces é bem diferente de fazer salgados. A confeitaria é uma área bem técnica, tem que seguir a receita à risca, pesando os ingredientes corretamente. Não dá para mudar! Colocar um pouco mais de ovos ou de açúcar pode ser fatal... Na cozinha dos salgados, algumas mudanças não afetam muito o resultado final.
 
Para fazer doces tem que ter muito mais paciência, esperar o ponto certo da calda de açúcar ou o do cozimento do creme ou do merengue até atingir o resultado desejado. Nem sempre a mesma receita, se feita por pessoas diferentes, fica igual. Vai depender muito da mão e do astral de cada um. 
 
Li recentemente que, em Nova York, um empresário, dono de restaurantes, teve a ideia de empregar as avós e tias de diferentes culturas para cozinhar, para com isso trazer de volta os sabores genuínos da infância e da comida feita com afeto e sem afetação. E me lembrei de minha avó, mãe e tias, que sempre nos mimaram com suas cozinhas deliciosas, cheias de perfumes e sabores e que, ainda hoje, quando as degustamos, voltamos ao tempo da infância. 
 
Achei essa ideia genial, afinal o que queremos comer? Apenas uma comida saudável, saborosa e bem-feita, claro! 
 
Nestes meus 25 anos de profissão, cozinho de tudo um pouco, mas sempre pensando em como agradar a todos, mesmo sendo muito difícil ... Quando se lida com o gosto é impossível, mas, pelo menos, eu tento! Além de bons ingredientes e técnicas, temos que nos doar com uma boa energia para que o produto final seja delicioso em todos os sentidos. Eu sempre quis fazer uma cozinha afetiva, ouvindo os conselhos dos mais velhos que estão na profissão, de meus familiares experientes e dos cadernos de receitas e das dicas que recebi e recebo até hoje. 
 
Nesta edição compartilho uma receita de um doce que nos faz um carinho e nos eleva às alturas: a famosa queijadinha do céu!
 
Queijadinha do céu
 
INGREDIENTES: 100g de coco ralado hidratado em 30ml de leite; 400g de leite condensado; 25g açúcar; 25g de queijo parmesão ralado; 2 ovos. 
 
MODO DE PREPARO: Misturar todos os ingredientes. Coloque em formas de muffin, já untadas e polvilhadas. Asse por aproximadamente 15 minutos ou até que estejam douradas.
 
Maria Helena Serrano é chefe de confeitaria e proprietária da Quinto Pecado Café Bistrô: Rua Cel. Artur de Godoi, 12. 
www.quintopecadodoces.com.br | mariahelena@qpecado.com

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019