DICAS E DELÍCIAS
21/12/2018 - Edição 189 - Dez/2018
Maria Helena Serrano

Sopas frias para dias de Verão

Imaginar uma sopa fria é algo estranho para a nossa cultura gastronômica, pois não temos receitas típicas e nem o hábito de tomá-las. Normalmente tomamos sopa para combater o tempo frio ou acalmar o estomago — ou para combater uma gripe, com uma canja de galinha bem quente. Chamam de levanta-defunto as sopas bem substanciosas, cheias de gordura e temperos, que nos fazem suar e aquecer o corpo todo! No Norte e no Nordeste, temos muitos caldos quentes deliciosos: mocotó, feijão, caranguejo, sururu e tucupi. 

Mas, vou falar de sopas frias. A primeira vez que tomei uma foi na casa da Dona Martha Kardos, minha mestra, amiga e avó de um grande amigo. Sempre éramos convidados para jantar em sua casa e, como era de praxe, ela nunca anunciava o prato. Dizia: “Isso é para quem é inseguro na cozinha”. 
 
Era vienense, muito culta, forte e elegante. Tudo o que servia era diferente, de outra cultura — e sempre nos encantava! Numa noite em especial, ela serviu a sopa fria. Como não sabíamos, meu marido soprou a colher antes de levar a boca! Para nossa surpresa era uma sopa fria, e de pepino! 
 
Depois dessa, conheci a sopa espanhola, o famoso gazpacho, que tem várias receitas pela Espanha; cada região faz à sua moda. À base de hortaliças, com destaque para o tomate, o pepino e o pimentão, é uma sopa fria muito popular. Há a famosa sopa francesa, vichyssoise, que leva batata e alho-poró, e a russa borscht, feita com beterraba. 
 
Incrível que um país tropical não tenha o hábito de tomar sopas frias. As sopas no Brasil geralmente levam carnes, e por isso têm que ser cozidas. Já as sopas frias são feitas com ingredientes crus, vegetais e nada de proteínas. 
 
Vou dar a receita de um gazpacho que adoro! É um prato relativamente barato e que neste Verão alimenta e refresca! Geralmente eu uso o tomate e pepino orgânicos.
 
Gazpacho
 
INGREDIENTES: 1kg de tomate tipo italiano bem maduro sem pele (como tirar pele: lavar os tomates, fazer um pequeno corte em formato de cruz na parte debaixo, colocar os tomates em água fervente por 1 minuto ou menos e retirá-los com o auxílio de uma escumadeira e colocá-los em agua fria; neste momento a pele irá sair facilmente), cortar e retirar as sementes e reservar. 1 pedaço de pepino sem casca, 2 dentes de alho sem o coração (a parte interna do alho), 1 colher de sopa de vinagre de maçã, 1 miolo de pão de azeite ou pão francês, 1 xícara de vinho branco seco, 1 colher de chá de mostarda, 1 colher de chá de mel, sal e pimenta do reino moído na hora, 2 xicaras de azeite extra-virgem ou o quanto baste.
MODO DE FAZER: Misturar tudo e levar para triturar no liquidificador até que fique uma mistura bem homogênea. Servir bem gelada com croutons ou cheiro verde bem picadinho.
 
Maria Helena Serrano é chefe de confeitaria e proprietária da Quinto Pecado Café Bistrô: Rua Cel. Artur de Godoi, 12. 
www.quintopecadodoces.com.br | mariahelena@qpecado.com

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019