DICAS E DELÍCIAS
26/06/2017 - Edição 172 - Jun/2017
Maria Helena Serrano

Sabor das festas juninas

Minha infância, em Taiuva, no interior de São Paulo, onde nasci e vivi até os meus 17 anos, foi regada a muitas festas.

As festas juninas eram as mais esperadas. E motivos não faltavam: o inverno chegando para amenizar as altas temperaturas do ano todo, mês de dançar a quadrilha, tomar quentão. E, o melhor de tudo, as comidas típicas. As festas começavam na praça em frente à igreja Matriz com uma Quermesse em homenagem ao nosso padroeiro, o Santo Antônio, no dia 13 de junho! 
 
Minha avó Benedita me levava às festas de São João e São Pedro que aconteciam na Zona Rural em casas de amigos. Eram festas muito alegres, cheias de música, e que me remetem para os anos mais incríveis da minha vida: o das brincadeiras de correr em volta e pular a fogueira, da pescaria, argola, cadeia, pau de sebo...  
 
E de algumas simpatias, como a de jogar papeizinhos com o nome do pretendente escrito. O que sobrasse na mão era com quem você ia se casar! As paqueras aumentavam na época da Quermesse graças ao correio-elegante e tudo parecia mais romântico com a música, sabores e cheiros.
 
Quanto às comidas, só delicias ... do quentão (feito com gengibre, cachaça e açúcar) e do vinho quente, com canela e cravo, aos doces: cocadinhas, quebra-queixo, pé-de-moleque, doce de batata-doce, bolo de fubá, bolo de milho cremoso, pamonhas, curaus. E, claro, os salgados: cachorro quente, frango assado, pipocas, milho cozido...
 
A cidade permanecia em festa durante todo o mês de junho. A comunidade doava as prendas e as donas de casa elaboravam seus melhores pratos para serem leiloados, arrematados na hora e depois devidamente degustados. O que me deixou com mais saudades foi o frango assado recheado com farofa que saia quentinho do forno. 
 
Até hoje, pelas ruas da cidade de São Paulo, quando sinto o perfume de uma pipoca quentinha ou de um milho cozido, volto à Taiuva, para as festas juninas da minha infância! 
Este mês, uma receita típica!
 
Bolo de fubá com goiabada
 
INGREDIENTES: 280g fubá/ 240g de manteiga/ 240g farinha de trigo/350g açúcar/
6 ovos/200 ml leite/2 colheres de sopa de fermento em pó químico. E para o recheio: 200 g de Goiabada cascão cortada em pedacinhos.
 
COMO FAZER: Bater em uma batedeira os ovos, a manteiga e o açúcar até ficar uma mistura cremosa. Misturar delicadamente o leite, o fubá, a farinha de trigo, por ultimo misturar o fermento em pó. Untar uma assadeira com buraco no meio, colocar a massa e sobre a massa distribuir a goiabada cascão em pedacinhos passados na farinha de trigo, para não ficarem no fundo da assadeira do bolo. Levar a assar por 20 minutos em forno médio.
 
Maria Helena Serrano é chefe de confeitaria desde 1994. Frequentou a École Lenôtre em Paris e é proprietária
do Café & Bistrô Quinto Pecado, localizado na rua Cel. Artur de Godoi, 12. 
www.quintopecadodoces.com.br
mariahelena@qpecado.com

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2017