ENTREVISTA
01/06/2017 - Edição 171 - Mai/2017
Denise Delfim e Zaqueu Fogaça

Entrevista: Analu Matsubara
Educada no exterior para ser administradora dos negócios da família, Analu Matsubara se apaixonou pelo Iyengar Yoga em 1999. Certificou-se internacionalmente pelo Ramamani Iyengar Yoga Institute, em Puna, na Índia, e fundou, em 2005, o Studyo Iyengar Yoga São Paulo. Desde estão, tornou-se uma das maiores autoridades do método no país, aprofundando-se nos estudos, dando aulas, formando professores e trazendo os mais notáveis mestres para o Brasil, com a missão de difundir a ciência do mestre B. K. S. Iyengar, falecido há 3 anos e grande difusor da prática no Ocidente
 
Pedaço da Vila: O que é o Iyengar Yoga?
Analu Matsubara: O Iyengar Yoga é uma das várias modalidades do yoga, fundamentada nos ensinamentos do mestre B.K.S Iyengar.  Seu método sempre buscou alcançar qualquer pessoa, mesmo aquela com dificuldades de fazer exercícios físicos. Os asanas (respiração e postura) são ensinados com um grande rigor técnico e foco no alinhamento. O aluno iniciante ganha rapidamente vitalidade levando fluxo de prana (bioenergia, oxigênio) às suas células, despertando a consciência corporal e melhorando a sua saúde de forma integral.
 
Pedaço da Vila: Quando o Iyengar Yoga chegou ao Brasil?
Analu Matsubara: A única entidade brasileira reconhecida pelo Ramamani Iyengar Institute, em Puna, na Índia, é a Associação Brasileira de Iyengar Yoga – ABIY. Fundada em 2006, é composta por praticantes e professores que seguem os ensinamentos do mestre B.K.S. Iyengar. Antes, os professores Kalidas Nuyken e Noemia Wainer já se aprofundavam nos estudos, ensinando o método no Brasil.
 
Pedaço da Vila: O Iyengar Yoga tem um mestre contemporâneo. Isso ajudou a difusão da metodologia no Ocidente?
Analu Matsubara: Até os anos de 1960, a ioga era uma atividade tão esotérica aos olhos do Ocidente quanto o sufismo ou a cabala. B. K. S. Iyengar, falecido há 3 anos, e é um dos poucos iogues cujo título de mestre não soa distante da nossa cultura.  Ele, que morreu aos 95 anos, formou discípulos, angariando a cada ano que passa mais e mais praticantes. A vida longa dedicada exclusivamente à prática e estudos fez com que seu método “vivo” seja hoje praticado por milhares de adeptos. Segundo a revista Times Magazine: “o senhor Iyengar certamente é quem mais fez para que o yoga alcançasse o Ocidente”.
 
Pedaço da Vila: O que diferencia essa modalidade das outras?
Analu Matsubara: O Iyengar Yoga incentiva o uso de materiais externos durante a prática dos asanas, possibilitando que determinados obstáculos possam ser vencidos com o uso desses props (materiais de apoio). Com isso, o método aumenta a confiança do aluno, bem como a compreensão do alinhamento do seu corpo, ampliando a possibilidade de movimento. Essa permanência no asana, faz com que as posturas mais complexas possam ser desfrutadas com segurança. O foco no alinhamento físico somado ao rigor técnico e ao uso de props, fazem do Iyengar Yoga uma modalidade segura e terapêutica que pode ser praticada por pessoas que sofrem de problemas físicos. Todo o perfeccionismo desse método contribui para o desenvolvimento de um corpo saudável e firme, com mente estável e espírito colaborativo.
 
Pedaço da Vila: De que maneira a prática entrou em sua vida?
Analu Matsubara: Eu acidentalmente enveredei pelo caminho do Iyengar Yoga em 1999. Participei de uma aula intensiva de duas horas em uma academia de São Paulo. Desde então, minha rotina de vida vem gradualmente se transformando em algo muito mais significativo e luminoso. As respostas para as questões mais íntimas e para os “porquês” de minha existência foram ganhando eco interior, apaziguando minha mente, corpo e alma. A prática constante, dia após dia, trouxe-me equilíbrio e maior liberdade interior em direção a mim mesma. 
 
Pedaço da Vila: Em 2005 você fundou o Estudyo Iyengar Yoga São Paulo, dedicado ao ensino e disseminação do método... Fale um pouco sobre isso...
Analu Matsubara: Foi um “parto natural” no sentido de que, paulatinamente, tudo o que o meu sistema físico, emocional e mental acabava absorvendo da prática, seguia num curso para ser levado às demais pessoas para que elas pudessem também se beneficiar. O meu constante aperfeiçoamento e estudo me levaram a galgar vários níveis de certificação perante a Associação Brasileira e me conduziu a multiplicar o método juntamente com as palestras, cursos e workshops em nível nacional.
 
Pedaço da Vila: Existe uma idade adequada para começar a praticar esse método? Como são as respostas dos participantes de acordo com a idade?
Analu Matsubara: Já testemunhei as aulas de crianças em Puno, no Instituto do senhor Iyengar, e elas são dinâmicas, adoráveis de se ver! Contam com idades a partir de 6 anos em média. Pré-adolescentes se beneficiam muito devido ao ingresso da fase hormonal, que afeta a mente e comportamento e, em alguns casos, de forma mais desafiadora devido à perda de estabilidade nessa fase. Na menopausa, como todos os elementos que nos constituem são lançados pelos ares, os indicadores desta fase, às vezes, ficam agudos. Há a alteração de humor, a insônia, dores articulares, dores de cabeça, câimbras. A prática de asanas e de pranayamas, feitas da forma correta, terão um efeito resfriante e revigorante, focado em rearranjar toda a sustentação da coluna da mulher, o que garantirá o bom funcionamento endócrino. Particulares atenções serão dadas nas asanas para posicionar bem alinhadamente os ossos da pelve e manter a regulagem da maciez da garganta e da região do umbigo. Na menopausa a prática do Iyengar Yoga reestruturará a nova dinâmica vivida pelo corpo da mulher.
 
Pedaço da Vila: Como o mestre Iyengar fez comprovar os resultados de seu método?
Analu Matsubara: Até seu falecimento, em cada respiração e gesto de sua jornada, o sr. Iyengar colocou à prova sua prática de asanas e pranayamas e todo o universo de sua ciência. Os insights a respeito da criação de mais e novos props (materiais de apoio à pratica) foram sendo enriquecidos ao longo de toda uma vida. Igualmente as suas publicações foram sendo escritas com mais e mais profundidade, conexões, e por assim dizer, iluminação inspirada advinda de cada uma das células de seu tão despertado corpo.
 
Pedaço da Vila: O Iyengar yoga já é indicada pela Medicina Ocidental.  Em que áreas é recomendado?
Analu Matsubara: Recebemos pessoas direcionadas por neurologistas, cardiologistas, ginecologistas, ortopedistas, endócrinos, oncologistas, psiquiatras e uma longa lista que seguiria, passando por praticamente todas as modalidades. Por se tratar de uma dimensão corpo/mente, a prática constante traz um benefício enorme que não colide com tratamentos de protocolar alopático.
 
Pedaço da Vila: De que maneira o Iyengar Yoga mudou sua vida?
Analu Matsubara: Minha original formação administrativa e vida como empresária, hoje, são balanceadas com a paixão em ensinar Iyengar Yoga, segundo os ensinamentos de BKS Iyengar. Formei-me pelo Espaço Surya e sou certificada internacionalmente. Dedico-me a aprimorar minha prática e dar aulas com muito envolvimento, disciplina e amor pelo trabalho que faço. Constantemente participo de workshops nacionais e internacionais para reciclar minhas vivências e os bons frutos que o yoga nos oferece. Trata-se de um banquete de boas novas ao espírito de qualquer ser humano que anseie mergulhar em seu interior. Não existe mágica de transformação a respeito da disciplina da ciência do Iyengar Yoga. Mas eu posso, com absoluta segurança, conforto e entusiasmo, afirmar que ao longo de meus 17 anos de prática, nunca mais me percebi em estados de auto abandono ou desconecção com o meu organismo para estar ciente, em um grau elevado de meu estado físico, de minhas emoções, de meus pensamentos, de minhas respiração, de meus desejos  e medos. A lista de benefícios é interminável. O método, quando abraçado em sua totalidade e com força de vontade, entrega e disciplina, faz florescer os nossos talentos pessoais e nos cria resiliência para sustentar as áreas de nossas vidas e as atitudes internas que precisam ser revisadas, transformadas ou purificadas.

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019