ATITUDE
29/08/2016 - Edição 163 - Ago/2016
Jean Massumi

Esporte é realmente saúde?

Finalmente estamos em pleno evento dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Demorou mas chegou. Ter a oportunidade de acompanhar as mais diversas modalidades esportivas, o tempo todo na TV é uma enorme alegria. E muitas vezes inspirador. Testemunhar as lições de vida, histórias de superação, foco inquebrável e performances sobre-humanas nos motivam nas nossas próprias deficiências do dia a dia e alimentam os sonhos de muitas crianças ao redor do mundo.

Mas analisando a vida desses super-heróis de carne e osso, podemos constatar que a aposentadoria chega muitas vezes de forma dolorosa. Num momento o sujeito corre 100 metros em menos de 10 segundos, pula quase 2 metros e meio de altura, levanta mais de 450 kg (!) e com 40, 50 anos de idade convive com dores terríveis, o corpo todo marcado pelas cicatrizes das inúmeras cirurgias, às vezes chegando a desenvolver doenças sérias por conta do esforço empregado na juventude... Mas como é possível? Esses caros deveriam viver no mínimo 150 anos fortes como um leão (pelo menos nas nossas fantasias).
 
Meus amigos do Pedaço, respondendo à pergunta do titulo; esporte é sim importante para uma vida saudável, DESDE QUE, seja praticado com bom-senso. Os esportistas de alto desempenho (como os atletas olímpicos) levam o corpo ao extremo. Convivem com lesões e medicamentos o tempo todo. São submetidos às pressões emocionais tanto da torcida como de patrocinadores de forma diária. E são alimentados por uma cobrança interior que somente os apaixonados por aquilo conseguem entender. No consultório sempre me perguntam: “qual o melhor esporte para o meu corpo”? “Minha resposta sempre vai ser: DEPENDE”.
 
Depende do que você quer, depende do que você pode e depende do que você gosta. Esporte não tem só uma conotação física, ele ajuda a aliviarmos o estresse e funciona como uma ótima forma de mexermos com as emoções ligadas à autoestima. Promove disciplina e socialização.
 
Por fim uma dica: seja qual for à escolha deixem sempre duas palavras em mente: regularidade e alongamento (aquecimento). Caso contrario, vocês engrossarão a lista de segunda-feira no consultório: o dia oficial do “dei um mau-jeito no futebol”.
Abração e até a próxima.
 
Jean Massumi é massoterapeuta
Rua Morgado de Mateus, 596.  Tel. 5908.0121    jmhara@uol.com.br

Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019