ATITUDE
13/01/2015 - Edição 145 - Dez/2014
Autor 100012

O 2015 que queremos!

Nestes primeiros dias de 2015, refletindo e revisando-me na vida e na casa, encontrei guardado fermento químico com  validade de agosto de 2014.

Na dúvida sobre a utilidade deste produto vencido, pesquisei na net. Um comentário de filha de um funcionário de uma  indústria destes produtos, tinha o hábito de usá-los até 3 meses após o vencimento, em algumas vezes, até 4 meses. No caso do fermento químico, ela recomendava que numa pequena porção, respingasse água e observasse o efeito: se borbulhasse e produzisse som de efervescência, estaria apto a ser usado, mesmo vencido.

Fiz o teste, vendo o borbulhar e ouvido a efervescência. Não satisfeito, comprei um produto novo, com validade até novembro 15. Repeti o teste agora com ambos produtos, o vencido e o novo. Ambos  borbulharam e emitiram som. Todavia, o novo, em estava em completa potência, o vencido, com um terço da potência.

Lembrei das palavras de sabedoria pelo Cristo:

"O Reino do Céu é como o fermento que  uma mulher pega e mistura em três medidas de farinha, até que ele se espalhe  por toda a massa."

Imaginei: e se o fermento não estiver  pleno, a massa não cresce, não se potencializa - não fica plena, não é agradável, não tem leveza.

O Planeta pede Plenitude nestes dias que chamamos de 2015! Mas que 2015 queremos, que seria um bairro pleno, como contribuiríamos no dia-a-dia para um Planeta Saudável, Sustentável e Pacifico?

As Águas em nossa Metrópole nos provocam a uma tarefa que é de cada um e de todos: como nos harmonizar com a Plenitude que  significa a presença abundante das águas circulando saudáveis, em plena potência?

Masaru Emoto, o missionário das águas, com  suas pesquisas e imagens dos cristais de água, nos legou o conhecimento de que  as águas contém as história de bilhões de anos do Planeta, circulando pelo Globo Terrestre, pelo nosso corpo e pelo resto do mundo, plena de energia ou  vibrações; que desde os antigos, o conhecimento de que tudo começa com uma vibração, uma palavra, um pensamento - que tudo contém vida, luz e som. A água  recebe e interpreta estas vibrações.

Emoções negativas impedem que alcancemos  propósitos benéficos para todos!

Emoções positivas: cooperação, inspirações  e práticas construtivas que beneficiam a todos podem - não somente transformar  e renovar, mas também restabelecer a plenitude: nas águas que circulam em nós e na cidade. Também podem nos levar à plenitude como o fermento que impulsiona  toda a massa, como águas que circulam de nós para o Planeta. 

Vamos desenvolver e ampliar em nossos corações: gratidão, paz e sustentabilidade?

Vamos construir juntos um 2015 renovado e renovador?

Que as águas voltem anunciando que aprendemos, que nos harmonizamos com a Natureza, com todos os seres!

 

Elias de Andrade Pinto

Núcleo de Espiritualidade – Ecobairro São Paulo


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019