ATITUDE
- Edição 103 - Mar/2011
Denise Delfim

Consciência Limpa

A ONU (Organização das Nações Unidas) instituiu, em 1992, o dia 22 de março como o Dia Mundial da Água, com o objetivo de chamar a atenção para a questão, essencial à vida. Na Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU, dentre as principais abordagens estão: 1- Que devemos ser responsáveis com a economia de água, pois essa é condição essencial de vida; 2 - Que a mesma é um patrimônio mundial e que todos nós somos responsáveis pela sua conservação; 3 - Que a água potável deve ser utilizada com economia, pois os recursos de tratamento são ainda lentos e escassos; 4 - Que o equilíbrio do planeta depende da preservação dos rios, mares e oceanos, bem como dos ciclos naturais da água; 5 - Que devemos ser responsáveis com as gerações futuras; 6 - Que precisamos utilizá-la, tendo consciência de que não devemos poluí-la ou envenená-la; 7 - Que o homem deve ser solidário, evitando o seu desperdício e lutando pelo seu equilíbrio na natureza.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), de toda a água existente em nosso planeta, apenas 3% é de água doce — quantidade considerada insuficiente para toda a população. O Brasil tem 11,6% de toda a água doce do planeta, e mais da metade desse tesouro está localizada no Rio Amazonas, que abastece apenas a grande população das regiões próximas. Seu uso é inviável em outras partes do país devido à distância, pois transportar a água por milhares de quilômetros encareceria demais o produto.

O brasileiro desperdiça e gasta cerca de cinco vezes mais água do que o necessário. O nosso consumo é de cerca de 200 litros por dia por pessoa, sendo que a OMS recomenda que cada pessoa utilize apenas 40 litros por dia.

Outro dado agravante apresentado pela organização é que, para cada mil litros de água que são consumidos pelo homem, outros dez mil são poluídos ao mesmo tempo. Por isso, é necessário que cada um faça sua parte. Pequenas mudanças de hábitos já contribuem: banhos rápidos, fechar a torneira durante a escovação dos dentes, reaproveitar a água do último enxágue da máquina de lavar roupas para a limpeza da casa e as calçadas, ensaboe a louça com a torneira fechada e depois enxágue tudo de uma só vez, ficar de olho nos vazamentos e consertá-los o mais rápido possível.


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019