ATITUDE
- Edição 97 - Ago/2010
Jean Massumi

A cabeça do fêmur e a postura

Olá aos leitores do Pedaço da Vila. Hoje em especial escrevo para todos os que sofrem com dores no quadril e se sentem "tortos".

Muita gente confunde também essa dor no quadril com ciatalgia. Às vezes é, às vezes é um problema dessa musculatura que envolve a cabeça do fêmur.

Como saber?

Existe um exercício simples que melhora bastante essas dores e consequentemente a mobilidade da região: 1º) você vai precisar da ajuda de alguém com bastante paciência e percepção apurada. Sozinho até dá para fazer, mas é melhor no começo ser ajudado por alguém. Deitado de bruços, a pessoa vai massagear os músculos da parte de trás do quadril. Esquentando bem as mãos, devagar, sem forçar, tentando soltar a musculatura (como se estivesse esfregando as pontas dos dedos e a palma profundamente na região). Depois desça para a parte de trás da coxa, aliviando a tensão daqueles músculos. Após relaxar essa parte de trás, peça para a pessoa virar de barriga para cima, bem retinha. Junte as pernas e verifique se as duas pernas terminam na mesma linha (use como referência os ossos do tornozelo e os dedões do pé). Se estiver no mesmo nível, ótimo! Se uma perna estiver mais comprida que a outra, pegaremos justamente a mais comprida e flexionaremos na direção do peito (a outra perna permanece esticada). É obvio que o bom senso e o desconforto vão determinar qual o limite da flexão. Flexione, segure a perna flexionada por 30 segundos e volte, repetindo por 10 vezes. Depois faça rotações suaves, com a perna flexionada, no sentido horário e anti-horário. E meça novamente. Na maioria dos casos, as pernas se nivelam e a pessoa sente algum alívio. Tentem com cuidado.

Até a próxima!


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019