ATITUDE
- Edição 95 - Jun/2010
Milena Delitti

Dia Mundial do Meio Ambiente - O QUE FAZER?

Depois de instituída essa data, em 5 de junho, muitos passos foram dados para um mundo sustentável. Ainda sob o impulso do "pensar global", conseguimos realizar verdadeiros tratados sobre sustentabilidade. A compreensão do tema vem aumentando, acelerada principalmente pelo risco que a humanidade corre com o aquecimento global. Temos que encontrar saídas rápidas para uma transição pacífica. O grande desafio do momento são as "ações locais" ou, melhor dizendo, "o AGIR". São incessantes reuniões, reflexões e planeja-mentos, e quais os resultados? Não estou querendo dizer com isto que não devemos planejar e nos reunir, mas temos de aumentar a eficiência de nossas ações, como indivíduos e como grupo.

Por que conseguimos pensar e sentir propostas inovadoras e não conseguimos realizar? Às vezes, esbarrados por burocracias originadas pela desconfiança, criamos um sistema com o qual afogamos nossas inspirações elevadas para um mundo melhor, num oceano de complicações que, em alguns casos, volta-se contra nós mesmos.

Precisamos encontrar uma pedagogia do AGIR. Uma metodologia que não elimine o Pensar e o Sentir, mas que integrado-os possa fazer de nós um ser único, para que não cantemos em uníssono o trecho da música do saudoso Cazuza: "Ideologia, eu quero uma para viver."

Vivemos de extremos e agora estamos sendo cobrados por isso, mas precisamos nos empenhar para encontrar o caminho do meio e viver em harmonia com todos os seres.

Certa vez eu li um artigo de um empresário que dizia: "como eu não soube gerenciar meu negó-cio, eu quebrei, e agora eu sei o que não fazer".

Como ainda o nosso planeta não quebrou, sugiro algumas dicas. Faça primeiro em você, depois na sua casa, no quarteirão e, em seguida, no bairro. E lembre-se do conselho de Gandhi, que libertou um país pela não-violência: "seja a mudança que você quer ver no mundo".

Modo de Fazer: 

1. Política: torne-se um cidadão, visando o bem comum pela cultura de paz.

2. Espiritualidade: valorize o Sagrado que está dentro de você e em todos os seres.

3. Cultura: preserve e promova as raízes culturais que expressam o belo.

4. Economia: aprenda a doar; vivemos mais a troca e o empréstimo; seja livre e solidário com os demais.

5. Saúde: escolha alimentos que o promovem a vida, e procure práticas que gerem saúde.

6. Comunicação: pratique uma comunicação não-violenta, a inofensividade.

7. Educação: continue buscando o saber, além das instituições que o promovem.

E lembre-se do velho ditado: educação começa em casa.

8. Ecologia: verifique sua Pegada Ecológica e mude seus hábitos de vida; só quem pode fazer isto é você.

 

Utilizei os oito princípios do Ecobairro, que tem me feito mudar, pois, a primeira casa somos nós. Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Comece já, e no próximo ano faça um balanço, com a seguinte pergunta: qual é o próximo passo? "O Novo Mundo será construído por pés e mãos humanos", diz um pensador. É hora de agir e caminhar, para que possamos celebrar o próximo Dia Mundial do Meio Ambiente.........................

 


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019