ATITUDE
- Edição 89 - Nov/2009
Paullo Santos

RECONCILIAÇÃO SEM FRONTEIRAS

RECONCILIAÇÃO SEM FRONTEIRAS

Esse é o tema do Ciclo de Multiplicadores de Cultura de Paz que está sendo realizado no ConPAZ – Conselho Parlamentar pela Cultura de Paz, da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Motivados pelas Nações Unidas, que instituiram o ano de 2009 como o Ano Internacional da Reconciliação e da Astronomia, o ConPAZ está abordando temas que ampliam nossa percepção universal da cultura de paz em sintonia com as estrelas. Aconteceram já dois encontros, nos dias 06 e 20/10, com temas: Mediação de Conflitos e Reconciliação e Desenvolvimento Sustentável e Astronomia. No dia 17/11 o ciclo será encerrado abordando os Desafios das Políticas Públicas para a Cultura de Paz (às 19h, no Plenário Tiradentes).

Também na Bahia ocorreram dois eventos importantes de caráter nacional: Entre os dias 10 e 12/10, o tema foi Reconciliação com a Mãe Natureza, quando tradições religiosas, indígenas e espirituais se uniram com espírito de cooperação, de "compartilhar o sagrado para servir ao mundo". Esse círculo de diálogo inter-religioso está criando uma agenda de ações para contribuir de forma positiva com as questões ambientais através da URI – Iniciativa das Religiões Unidas – rede internacional que conta com mais de quatrocentos círculos de cooperação espalhados no mundo.

No dia 31/10 e 01/11 foi realizado a II Assembléia dos Amantes da Paz e Cultura realizada pela ONG Instituto Roerich da Paz e Cultura do Brasil. Na ocasião foram avaliados os resultados da primeira Assembléia realizada em 1999, além de propostas novas ações. Em breve será publicada a Carta Aberta, resultado desta Assembléia.

Participamos ativamente dessas iniciativas que são de suma importância para uma vida sustentável e pacífica visando ações participativas em nossa comunidade.

Compartilho alguns aprendizados:

· É preciso fortalecer as políticas públicas com a cultura de paz

· É importante que cuidemos amorosamente de nós, da nossa casa, do nosso quarteirão, do nosso

bairro, de nossa cidade e de nosso planeta

· Promover uma economia solidária

· Aproveitemos ainda este ano de reconciliação: identifique pessoas na sua casa/vizinhança, em seu

trabalho, nos ambientes sociais que você freqüenta para se reconciliar e ponha também como

prioridade a reconciliação com a Mãe Natureza; e

· "Mente nas estrelas, olhos no horizonte e pés no chão" para planejar uma vida

sustentável e pacífica em suas ações.

 

Paullo Santos - Coordenador do Programa Permanente Ecobairro. www.ecobairro.org.br


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019