ATITUDE
- Edição 89 - Nov/2009
Jean Massumi

Massoterapia e a 3ª idade

Massoterapia e a 3ª idade

Tenho percebido um interesse crescente de pessoas da melhor idade, por massoterapia. Graças a Deus, as pessoas estão adquirindo mais confiança nesse tipo de terapia. A maioria chega com algumas dúvidas relacionadas, principalmente, a dor e à resposta do organismo ao tratamento com massagens. Vamos tentar responder as dúvidas mais frequentes:...........................................
1 - Massoterapia dói?........................................................................
Bom, dependendo da modalidade de massagem, o toque é mais profundo e envolve mais pressão. Pessoas com tensão muscular ou problemas posturais, podem sentir um pouco de dor no começo do tratamento. Porém, devemos deixar claro uma coisa:a dor não deve ser insuportável ou forte a ponto de gerar tensão.O paciente deve informar ao terapeuta todo desconforto que sentir.

2) Existe limite de idade para procurar esse tratamento?

De forma alguma. Uma pessoa com 90 ou 100 anos pode buscar qualidade de vida. É um direito dela. Obviamente que os massoterapeutas devem ter precauções maiores com pacientes de idade avançada. Embora os resultados variem de pessoa a pessoa, devo esclarecer que não se pode exigir resultados apressados, pois os estímulos são mais suaves.

3) Existe contra -indicação para a massagem na 3ª idade?

Em alguns casos sim. Pessoas com osteoporose avançada devem evitar massagens com pressão mais profunda.Pessoas com tumores devem evitar estímulos de circulação (principalmente linfática). Pacientes que se recuperam de cirurgia ou apresentam quadros febris devem concentrar a energia vital no restabelecimento desses processos prioritariamente.

Um dos fatores que vai definir um bom tratamento, independente da idade, é o bom senso. Cada caso é um caso diferente e cada pessoa responde de forma própria. Tenhamos isso em mente sempre!

Espero que essa coluna esclareça os interessados. Muito obrigado e até a próxima!


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019