ATITUDE
- Edição 88 - Out/2009
Jean Massumi

Aprendendo com as árvores

Mês passado foi o mês do desânimo. Muita gente chegou ao consultório reclamando da falta de vontade, sentindo exclusão. E por mais estranho que possa parecer, não existia uma causa especifica. Era uma situação que foi se formando aos poucos.Venho reparando que as pessoas falam cada vez mais de insatisfação.Parece que sempre falta alguma coisa.

Refleti muito sobre isso e gostaria de compartilhar com vocês meu ponto de vista.

Acho que podemos tirar grandes lições existenciais simplesmente observando a natureza. Principalmente as queridas árvores. Eu que sou apaixonado por bonsais (as árvores pequeninas) garanto que funciona. Andando pelas ruas da Vila Mariana, percebemos uma enorme variedade delas. Tem árvore que se retorce toda em busca de sol. Tem árvore que foi podada violentamente.Tem árvore que gosta de clima mais ameno.Tem árvore que é até estrangeira.E todas estão sujeitas à chuva, vento, poluição, dentre outros maus tratos.

No entanto, apesar de tudo, ao chegar a Primavera, elas nos brindam com flores maravilhosas, copas frondosas e ate frutos! No meio do caos encontramos beleza (em plena av. 23 de Maio, podemos ver um ipê lindo!). Elas encontram força para viver em ambientes terríveis.Falei isso para uma paciente e ela disse: "para mim árvore é um pedaço de madeira com folha por cima, para que observar uma árvore?"

Respondendo a pergunta: observar pessoas, animais e plantas não são pra comparar estilos de vida do tipo: "aquele tem mais desgraça do que eu" ou "aquele ganha mais do que eu" e ainda "aquele outro tadinho... dá ate dó". Não é nada disso.

É simplesmente para percebermos que não estamos sozinhos, que o mundo é muito maior que nossos próprios umbigos e que a alegria do outro pode ser a nossa também.

Obrigado pelos emails. Tento responder todos, ok? Até a próxima!

 


Comentários
Inclua um comentário











 
Todos os direitos reservados - Pedaço da Vila - 2019